Cosméticos medicamentosos

Ao contrario do que se pensa os cosméticos não são destinados apenas a enaltecer mentes vazias que se preocupam com mera estética. Não que a estética seja algo nociva, mas sim essa venda explícita sem precedentes com objetivo apenas de lucrar e vender sem mais nem menos. Os egípcios já usam os cosméticos para várias finalidades, onde os perfumes vindo de óleos essenciais eram objetos de desejos de todos , pois se tratava de algo caro. Os romanos também abusam do uso da perfumaria até mais que os egípcios. Mas para nossa atualidade os cosméticos tem um papel fundamental na nossa higiene. Sabe -se que hábitos de higiene são preventivos de várias doenças. Para isso tomamos banho, nos ensaboamos, lavamos o cabelo, as mãos, usamos antissépticos, repelente de insetos. Para manter a boa qualidade da pele além da alimentação saudável usamos loções, cremes géis para amenizar os efeitos das temperaturas.

Protetores solares, labiais, faciais. Para prevenir lipodistrofia ginóide (celulite), estrias. Fortalecer unha. Esses cosméticos para finalidades estéticas e higiene tem porcentagens pequenas de seus ativos para poderem ser usados com frequência, embora é recomendável sempre alternar os produtos com ativos compatíveis com as próprias necessidades para garantir sempre a boa qualidade.

Há cosméticos que são preparados para atuarem de forma medicamentosa. Essas formulações magistrais tem maiores porcentagens dos ativos. Os cremes, loções, pomadas, e até mesmo pastas dentais pode servir para diferentes patologias. Nas fórmulas bases incorporam -se tinturas, pós, óleos, etc na concentração que for necessária não excedendo os limites para fins medicamentosos e devem ser utilizadas de forma moderada e orientada. Esses cosméticos são dispensados exclusivamente por farmácias. Qualquer cosmético que prometa “cura” em outros ambientes é enganador, pois tais cosméticos são considerados medicamentos não podem ser usados por aleatoraimente.

O que pode acontecer é serem confundindo algum cosmético que atenue ou disfarce certos quadros patológicos. Os cosméticos medicamentosos podem ser coadjuvantes terapêuticos ou ser o principal tratamento. Atuando como antissépticos, antifúngico, cicatrizante de ferimentos secos, úmidos, queimaduras, queimaduras solares, alergias, antibacteriano, para acometimentos ósseos e musculares etc. São aplicados na massoterapia e outras profissões similares podem ser aplicados para tratar certos acometimentos físicos e emocionais como estresse, danos musculares e de importante uso em danos circulatórios. Normalmente medicamentos cosméticos são requeridos por dermatologistas.

 

Artigos Relacionados